COGUMELOS PODEM SER USADOS PARA PURIFICAR ÁGUA SUJA


Um grupo na cidade de Corvallis, Oregon, está tentando despoluir as águas do córrego Sequoia e consequentemente do rio Williamette, usando cogumelos.
O processo utilizado pelos voluntários do Projeto Ocean Blue , uma organização sem fins lucrativos de restauração ecológica, é colocar micélios de cogumelos e uma mistura de pó de café e palha em sacos de fibras vegetais onde os cogumelos podem crescer, e em seguida, usar esse saco como uma espécie de filtro.
A técnica está tentando tirar vantagem da capacidade natural do micélio – a parte subterrânea de fungos – de quebrar toxinas como óleos e pesticidas e metabolizar bactérias prejudiciais como a E. coli.
Richard Arterbury, presidente do Projeto Ocean Blue, disse que acha que o projeto tem um enorme potencial. “Se você colocar o suficiente destes sacos pelos córregos que desembocam no rio Willamette ele poderia potencialmente ser melhorado”.
O Departamento de Qualidade Ambiental do Oregon, segundo amostragens de águas entre 2008-2012, mostrou a presença de pesticidas, retardadores de chama, metais e ingredientes químicos de produtos de consumo no rio.
A Autoridade de Saúde de Oregon alerta que as crianças não devem comer mais de uma porção de peixes residentes do rio Willamette por mês, e que os adultos não devem comer mais de quatro porções, por conta de uma contaminação por mércurio.
De acordo com Arterbury, a técnica poderia ser uma alternativa de baixo custo para reduzir a poluição nas águas da cidade, usando apenas processos biológicos.
Rosalie Bienek, biologa da Linn-Benton Community College e membro do conselho do Projeto Ocean Blue, trouxe a idéia de usar fungos como filtros para Arterbury. Ela disse que aprendeu a técnica há um ano a partir de um livro chamado “Mycelium Running, de Paul Stamets, que fez um TED Talks sobre o assunto.

Por Alexandre Ottoni e Deive Pazos
Fonte: Dyscovery